InDança

Para a dançarina que se foi

Agradeça seus professores de dança. Eles fizeram muito mais por você do que apenas te ensinar passos e coreografias.

Em algum lugar da sua casa estão 15 anos de antigos figurinos, apenas guardados. Em algum lugar na sua antiga escola, há algo que você deixou para trás e que você nunca vai voltar para buscar. Em algum lugar, há uma pequena menina que te viu em um palco, olhou para a melhor amiga e disse “eu quero ser como ela”.

Parar de dançar não muda nada disso e não apaga as incontáveis horas de esforço que você colocou nas aulas. O fato é que você será uma dançarina pelo resto da sua vida. Isso não para no segundo em que você fecha sua bolsa de dança pela última vez e não acaba nem quando seu carro finalmente para de cheirar a sapatilhas velhas.

Ser dançarina é algo que não vai acabar porque as lições que você aprendeu na escola se alongam para toda a vida. Você aprendeu a receber elogios, mas sabia que sempre podia fazer melhor. Você aprendeu a receber críticas construtivas e como se recuperar de uma perda. Você aprendeu que está tudo bem em usar todo o espaço que precisa e a não se desculpar por dar o seu máximo. Você foi ensinada como sempre olhar para cima e manter o queixo levantado, mesmo que seu coração esteja pra baixo. Essas coisas não podem ser tiradas de você.

Não foi fácil crescer em uma sala que apontava cada um de seus defeitos. Não foi fácil continuar se esforçando quando parecia que você não melhorava. Mas mais do que isso, não foi fácil ir embora. A dança te ensinou que existe beleza mesmo nas coisas mais feias. Te provou que ações falam mais alto do que palavras. É aquela constante que ninguém pode tirar de você – e é também aquilo que ninguém te contou o quanto você sentiria saudades.

Ir embora não foi fácil, mas foi uma escolha. Todos aqueles anos, todas aquelas horas, todas as lições não te prepararam para esse momento, te prepararam para o resto da sua vida. Enquanto as mensalidades e provas de figurino acabaram, o espírito de tudo isso nunca morre. Você vai carregar todos esses anos com você, todos os dias pelo resto de sua vida, e é isso o que realmente importa.

Texto livremente traduzido porque eu não aguentei não compartilhar algo que me tocou tanto. O original está aqui: To The Dancer That Walked Away

0

Leave a Reply