Browsing Category:

Ballet Clássico

  • InBallet Clássico, Listas

    10 coisas que aprendemos com o ballet fora da sala de aula

    Muito além de pliés e tendus, ter aulas de ballet clássico durante anos se provou muito útil para além da sala de aula. Alguns desses aprendizados podem ser bastante óbvios, como manter a postura certa, já outros são mais subjetivos. Separei aqui 10 itens que provam se dedicar a alguma dança vai bem além das horas de aulas, ensaios e apresentações.

    1. Noção espacial

    Tudo bem, a maior parte dos adultos sabe onde começa e termina o seu corpo e consegue visualizar por onde passar sem bater em nada ou ninguém. Mas quem faz dança ganha um 6˚ sentido de noção espacial, especialmente quando é criança e adolescente e ainda não parou de crescer. Você sabe qual espaço precisa para poder abrir os braços em segunda posição ou ainda qual distância tomar para não chutar ninguém na hora de fazer grand battements.

    2. Maquiagem

    Especialmente para meninas, você já sabia dominar a arte das sombras, rímel e delineadores antes das suas amigas terem essas coisas em casa. Nem sempre é para o melhor, já que a maquiagem pra palco precisa ser bem forte e, às vezes, você exagera no tom, esquecendo que não está com os holofotes te seguindo por ai.

    3. Cabelo

    Não, ninguém faz curso de cabeleireira durante o curso de dança e tem dias que o coque não fica lá aquelas coisas, mas você sabe como ninguém fazer um penteado que não vai cair, não importa quantos giros ou saltos você faça. E sim, anos e anos de prática ajudam a criar uma afinidade forçada com penteados.

    4. Amizades

    De dentro para fora da sala de aula. Amigas bailarinas vão te dar dicas para costurar a fita da sapatilha e dividir com você as angústias dentro e fora do palco. São elas que te entendem com o olhar e sabem improvisar quando você precisa daquela ajuda.

    5. Pontualidade

    Se não chegar na hora, perde o aquecimento e pode até perder a aula toda. Motivação suficiente para estar sempre no horário, quando não adiantada, para todas as coisas da sua vida.

    6. Ritmo

    Quando vê, está contanto até 8. Acha o tempo da música com facilidade e consegue emplacar passos no ritmo em velocidade impressionante. É sempre você criando as dancinhas nas festas de família, não?

    7. Disciplina

    Disciplina é quase um sinônimo para ballet. Dentro ou fora de sala. Comer no horário, não pular a aula de alongamento e a seguir a rotina, afinal, se ficar muito por fora, aja força pra aguentar dor muscular.

    8. Não cair (ou cair com estilo)

    Assim como a noção espacial, anos girando “no eixo” dão aos bailarinos um extra na coordenação motora. Você recupera o equilíbrio com mais facilidade e, apesar de quase cair, consegue se recuperar antes de dar de cara com o chão. Se esse não for o caso, os anos de quedas também ajudam a cair com estilo, e diminuir a possibilidade de machucados muito fortes.

    9. O poder de um sapato certo

    Só uma bailarina que já colocou uma sapatilha errada e tentou subir na ponta pode contar como um sapato certo e confortável faz maravilhas para a segurança e autoestima. Quando os pés estão bem, o resto é consequência.

    10. The Show Must Go On (ou como manter o show vivo)

    Os anos ouvindo a professora dizer que não se mostra o figurino antes da apresentação ou aprendendo a contornar obstáculos para estar tudo certo no dia do espetáculo ensinam qualquer bailarina que a vida é cheia de desvios, mas que vale muito mais aprender a dançar com o ritmo e ver o lado positivo, inclusive no improviso.

    0